Na poesia de se fazer trinta 

Me dei conta agora de que em dois dias completarei um ciclo. Aquele dos vinte e poucos anos! E me arrepiei da cabeça aos pés. Não pela idade, esta é apenas a certeza de que a vida anda, mas pela intensidade. Um suspiro longo fez companhia ao sorriso de criança que ainda dou aos meus pensamentos. Lembranças das mais longínquas às mais frescas povoaram meu ser num mar de satisfação com ondas altas de um ímpeto sereno de vida. 

Imagens como a dos olhinhos de meu pai, da roça do meu avô, do cabelo branco da minha avó, do rosto sério da minha tia. O som do assovio daquela que me embalou nos braços quando criança e até meus livros de escola fazia questão de ler em voz alta para eu adormecer. Ah… Fotografias formam um filme agora. Como trilha sonora ouço Cazuza, Tim Maia, tem Gal Costa, Molejão, Xuxa, Beatles, Tim Maia e Kid Abelha. Momentos com Chico, o Buarque são de uma ideologia tremenda que sempre carreguei. 

Meus dezoito anos! Minha faculdade e a necessidade de ser feliz o tempo todo garantiram amizades tão gostosas que a recordação de momentos simples, diários, são as mais queridas. 

Engraçado que é hoje que penso que posso tudo. Hoje, não com dezoito. Tenho tanta certeza de que minhas mãos podem tocar o céu, que o medo foi todinho transmutado em frio na barriga. E eu também tenho barriga hoje! Barriga que carregou por meses um ser que me trouxe a tona. Ser que presencia minha alma desnuda todos os dias. Que acaricia meu coração com um bocejo e me guia com os olhos. 

Hoje sei que posso. Posso ser mulher. Posso amamentar. Posso falar o que quero. Posso não querer presenças. Posso tirar a roupa em protesto. Posso orar sem religião. 

Hoje sei que a mim pertence minha vida. Sei também que o melhor lugar para a minha mãe é sendo minha mãe e não minha amiga. Sei que a respeito como nunca. 

Quando penso se ficou pra trás algum sentimento, encontro alguns, mas que agora os vejo como o melhor que eu podia me dar naquele momento. Nada mais, nada menos. E tudo se encontra aqui hoje. Meio ao meu eu em total construção. Bem-vindo, trinta anos! ❤️

Anúncios